Início Colunistas Os desafios de dividir o quarto e educar nossos filhos para que...

Os desafios de dividir o quarto e educar nossos filhos para que eles saibam dividir.

294
COMPARTILHAR

  dividir o quarto (1)

Um dos assuntos mais delicados e que gera dúvida nos pais é a divisão do quarto entre irmãos. Como tudo na vida, o compartilhamento do espaço conta com varias vantagens e desvantagens para o desenvolvimento dos filhos e é sobre isso que vamos de falar neste post. Vamos lá!

Primeiramente, é preciso dizer que essa escolha de dividir ou não o quarto geralmente surge das experiências que os pais já tiveram na infância, por exemplo, se durante a infância a divisão do ambiente entre os irmãos era um motivo de insatisfação, provavelmente,será feito de tudo para que os filhos não tenham que passar pelo mesmo. Agora, se o caso for o oposto, provavelmente o desejo pela divisão do ambiente entre os filhos será muito maior.

Há também situações em que as crianças pedem para dividir o quarto. Nesse caso, é necessário analisar as consequências da escolha e se é algo desejado, realmente, por ambos. Caso o problema seja o medo de um dos filhos em ficar sozinho em um ambiente, quem deve auxiliar nesse processo adaptação são os pais, evitando assim que o filho que não deseja a divisão do espaço acabe tendo a sua vontade reprimida por uma razão que não o envolve.

dividir o quarto (3)

Os pontos positivos da divisão do quarto

Neste post vamos levantar alguns pontos positivos dessa prática. Separamos aqueles que achamos mais legais e positivos. Veja:

Melhora no convívio – O compartilhamento do espaço entre os irmãos, muitas vezes, fortalece a comunhão entre os dois e faz com que os pequenos acabem tornando-se melhores amigos.Além disso, pessoas que aprendem desde pequenas a dividir ambientes conseguem no futuro reagir melhor a situações onde essa divisão acontece (colegas de quarto, esposa/marido, etc.). O que pode ocorrer é, se as personalidades dos irmãos forem opostas e isso começar a gerar conflitos, talvez seja necessário separar os ambientes, e caso não haja espaço, delimitar regras para um melhor convívio e cobrar para que elas sejam levadas à risca.

Facilidade na educação do filho mais novo –As crianças aprendem muito a partir de exemplos, principalmente depois de certa idade, portanto, a presença de uma criança mais velha pode servir como um processo de educação, por exemplo, se o seu filho mais velho faz coisas que o mais novo precisa aprender (trocar de roupa sozinho, organizar o quarto, escovar os dentes), ele provavelmente vai começar a seguir os exemplos e o processo de educação será muito mais fácil e prático.

dividir o quarto (2)

Aprender a compartilhar – Seja a atenção dos pais ou até mesmo alguns de seus objetos, aprender a compartilhar ajuda na educação e cria pessoas que tem maior facilidade em conviver em ambientes com varias pessoas. A divisão do quarto auxilia na educação das crianças, porém, os pais devem ficar atentos quanto à eficiência dessa alternativa, afinal, pode ser muito difícil para a criança ter o seu espaço invadido – principalmente quando essa divisão acontece depois de grandinhos. Aqui no blog você encontra alguns conteúdos sobre o tema e que poderão te ajudar a entender melhor a situação. Um desses conteúdos é:“E quando o meu filho não quer dividir o brinquedo?”.

Ao optar pela divisão do quarto dos seus filhos é preciso ficar atento aos sinais de comportamento dos filhos, pois dessa forma você saberá qual é o melhor momento para separar os quartos e para dar a privacidade que algumas idades precisam (caso seja possível à separação). Se você tem experiências com seus filhos a respeito do assunto e queira compartilhar sua opinião, fique a vontade, pois uma opinião diferente pode auxiliar em algumas situações das quais ainda não estamos habituados.

*Por Joana Marques.